..............................................................................................

;;;;;;Página Principal

;;;;;;Vereadores

;;;;;;Mesa Diretora

;;;;;;Atas e Decretos

;;;;;;Regimento Interno

;;;;;;Lei Orgânica

;;;;;;Gestão Fiscal

;;;;;;Fluxograma

;;;;;;Galeria de Fotos
;;;;;;Estatuto do Servidor
;;;;;;Portal da Transparência
;;;;;;Licitações e Contratos
;;;;;;Recursos Humanos
;;;;;;Fale Conosco

 

 

Ata da 21ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Piquerobi, realizada em 26 de Setembro de 2016. Aos vinte e seis dias do mês de setembro do ano de 2016, no Paço Municipal, na Sede do Poder Legislativo, no Plenário “Vereador Davi Prates Costa”, realizou-se a 21ª (vigésima primeira) Sessão Ordinária do ano de 2016 (dois mil e dezesseis). Sob a Presidência do vereador José Vergani Netto, secretariado pelos vereadores Ademir Raysaro e Jocimar Giacomeli, respectivamente primeiro e segundo secretários. Também estiveram presentes os vereadores, Gilberto Marcelino Bonini, Higor Gonçalves Ferreira, Joelma dos Santos, Manoel José Costa, Milton da Silva Nazário e Roberto Luchetta que assinaram o livro de presenças. Constatada a presença de quorum regimental, os trabalhos foram abertos pelo Senhor Presidente às vinte horas, determinando que se passasse imediatamente ao EXPEDIENTE INDEPENDENTE DE VOTACAO. Ofício nº 154/2016 do Executivo Municipal que encaminha o Projeto de Lei nº 24/2016, Dispõe sobre abertura de Crédito Suplementar que especifica. Nada mais havendo neste expediente, o Senhor Presidente determinou que se passasse para o EXPEDIENTE DEPENDENTE DE VOTACAO. Constando a Ata da 20ª sessão ordinária realizada no dia quinze de setembro passado. Consultando o plenário, foi dispensada a leitura da Ata. Em discussão e sem oradores, foi aprovada por unanimidade. Nada mais neste expediente o Senhor Presidente determinou que se passasse ao EXPEDIENTE ORDEM DO DIA. Nada constou. Após o Senhor Presidente franqueou a palavra aos senhores vereadores para EXPLICAÇÕES PESSOAIS. Fez uso da palavra o vereador Jocimar Giacomeli, cumprimentou os presentes e iniciou dizendo sobre o que foi lido na ata anterior, que realmente é o que vem acontecendo, salários atrasados, frente de trabalho sem receber, isso é muito triste. Ainda, soube que o Sr. Prefeito foi ao pátio na segunda-feira e comunicou os funcionários que, ganhando ou perdendo, não terá mais salário este mês. Em seguida, dia 1º vence outro vale alimentação, e acredita que todos têm seus compromissos e necessidades, pois ninguém vive de vento, enfatizou o vereador. Sobre o que houve na entrega de verduras, a CONAB não é da prefeitura e sim do Governo, mas o Sr. Prefeito teve a audácia de “tocar” de lá, as pessoas que há mais de  04 anos colaboravam com seus serviços voluntários na parte de entrega inclusive uma Sra. De 75 anos de idade, isso é vergonhoso, pois ele mostrou que não tem e nem sequer terá respeito por alguém. Também, sobre os veículos que transportam estudantes, neles só pode ser usado combustível S10 especial e estão usando outro tipo porque não efetuaram o pagamento do posto de gasolina em Santo Anastácio/SP, então, a qualquer momento poderá fundir seus motores levando a um prejuízo em média de R$ 30.000,00 (trinta mil reais), e quem sofrerá com isso será a população, é muito preocupante. Sobre as pontes, esclareceu que uma foi construída através do Governo Estadual e outras duas do Governo Federal, porém uma dessas está caída há 04 anos no Bairro São Bartolomeu e não se fala mais sobre isso, ou seja, ninguém toma providências, sendo que nem a pé consegue-se passar pelo local, pois o mesmo foi abandonado, é lamentável o que vem ocorrendo em nosso município, destacou. Realizando visitas em algumas residências, foi cobrado por algumas pessoas cujas têm crianças de colo, e o disseram que estão passando necessidades, inclusive ainda não haviam tido nenhuma visita da assistência social do município, é lamentável, justificou o vereador. Após, endossou as palavras do vereador Ademir Raysaro, “quem estiver contente tudo bem, quem não estiver que mude, ainda está em tempo”, ainda, falou que este final ano será um dos piores, pois nem salário o funcionalismo terá. Depois, disse que a prefeitura municipal há 04 anos firmou contrato com uma empresa de engenharia, ciente que já tinha a disposição dois engenheiros em caso de necessidade da mesma, portanto, indagou, quais foram as obras efetuadas pela mesma em nosso município, visto que consta um valor de R$ 60.000,00 (sessenta mil reais) anual cobrados, cuja empresa leva o nome de Paulo Cesar Lopes e situada na Rua 15 de Novembro nº 633/1, fundo da casa do Pai do Sr. Prefeito, isso é uma vergonha, afirmou o vereador. Por fim, sendo eleito novamente, irá permanecer cobrando e trabalhando em prol da população e do funcionalismo público municipal. Após fez uso da palavra o vereador Gilberto Marcelino Bonini, cumprimentou os presentes e iniciou dizendo, o balancete de 2012 demonstra como entregamos a prefeitura para o nosso companheiro que ajudamos a se tornar nosso prefeito, ajudamos também votando todos os projetos, e nunca deixamos de votar sequer algum. Este balancete foi publicado pelo jornal integração, nele demonstra que no dia 31 de dezembro a prefeitura municipal foi deixada com um saldo de R$ 1.585.577,00 (um milhão, quinhentos e oitenta e cinco mil e quinhentos e setenta e sete reais), junto com isso um valor de restos a pagar de R$ 1.164.348,00 (um milhão, cento e sessenta e quatro mil e trezentos e quarenta e oito reais). Então, sobrou no caixa da prefeitura municipal livre para a próxima gestão R$ 421.000,00 (quatrocentos e vinte e um mil reais). Neste ano no de 2012, tivemos uma arrecadação de R$ 12.799.625,00 (doze milhões, setecentos e noventa e nove mil e seiscentos e vinte cinco reais), valor bem menor que os atuais de R$ 15.600.000,00 (quinze milhões e seiscentos mil reais) anual. Pegando desta arrecadação de 2012 R$ 12.799.625,00 dividindo por 12 meses, tivemos uma média mensal de R$ 1.060.000,00 (um milhão e sessenta mil reais) por mês. Isso demonstra, que ao contrário do que muito se fala, temos uma arrecadação razoavelmente bem. Após, falou que estamos vivendo um momento no município que não parece ser democrático, as pessoas estão sendo encurraladas e perseguidas. Depois, esclareceu à vereadora Joelma dos Santos que, jamais dentro desta Casa de Leis foi mencionado que alguém cometeu roubo e sim que não foi bem administrado, portanto, se a vereadora tiver provas de que foi falado, poderá até se desculpar. Problemas existem em todas as administrações inclusive na gestão passada, creche cuja acompanhou desde o inicio da aquisição de seu terreno, em sua inauguração se prontificou em falar sobre o assunto, porém não teve oportunidade porque não foi convidado para uso da palavra, e foi um dos vereadores responsáveis pela votação do projeto. No dia da compra do terreno da creche, falou para o prefeito à época “cuidado, é uma obra muito grande”, e o mesmo o respondeu “não, temos que tocar, tem que fazer esta creche, pois é uma obra muito importante”. Então, não foi concluída naquela gestão devido ao abandono da empresa responsável pela referida obra, tal como o posto de saúde do assentamento qual teve inicio às obras há 04 anos e até agora não foi finalizado pelo mesmo motivo, então, não é justo “crucificar” um administrador por esta causa, e o ex-prefeito foi acusado justamente por essa razão. Em relação ao novo conjunto habitacional, disse que prefeito nenhum dará casa para ninguém e sim cada pessoa pagará por sua participação em um sorteio, também, houve muitos comentários sobre este terreno, em sua inauguração o acusaram de ter segurado o projeto para que não fosse votado, mas estava juntamente com outros vereadores analisando com cautela sobre o mesmo para que a população não fosse prejudicada posteriormente em relação à metragem de cada terreno. Portanto, ninguém tem o direito de fazer acusações sem antes saber o real motivo, pois, vereador tem de olhar pela população e defendê-la, explicou. Em seguida, disse que as contas do ex-prefeito municipal José Adivaldo Moreno Giacomelli também candidato, foram todas aprovadas com êxito, e hoje, o mesmo está sendo acusado porque vende para a prefeitura municipal combustível diante de licitação legal, mas a prefeitura deve neste posto um valor de 62.000,00 (sessenta e dois mil reais) isso sim é crime, visto que em uma administração deve-se ter responsabilidade e não induzir pessoas com que elas mintam através de uma denuncia somente para prejudicar o próximo, destacou. Também, para que haja um possível candidato único, primeiramente deve-se ter uma administração impecável bem como salários pagos em dia, fornecedores, frota de veículos regular dentre a humildade e sabedoria, assim não haveria um segundo candidato, frisou. Após fez uso da palavra a vereadora Joelma dos Santos, cumprimentou os presentes e iniciou falando, a vereadora Joelma mesmo sendo oposição ao Prefeito “Dudu” nunca trabalhou contra e sempre esteve em busca da verdade, foi a São Paulo/SP em busca de recursos próprios para o nosso município duas vezes, atendida pelo Deputado “Vicentinho” (PT) que, também, por duas vezes concedeu verbas para o município de Piquerobi, verbas cada uma no valor de 100.000,00 (cem mil reais) e todas voltadas para a área da saúde. Então, é muito gratificante trabalharmos para um Deputado e logo em seguida ele se lembrar da nossa cidade, depois, agradeceu o seu apoio ao Prefeito “Dudu”. Falou que, este é um período eleitoral muito polêmico, está vendo várias pessoas denegrindo a imagem do “Dudu”, mas falar o que ele fez de bom ninguém fala. “Dudu” fez sim, poderia ter feito mais, mas a dificuldade do nosso país também não vai muito bem, explicou. Em seguida, comentou, alguns vereadores criticam apenas uma ponte por não estar em boas condições, mas falar que foram construídas três no mandato do “Dudu”, nunca ouviu alguém falar. Também, fez aquisição de dois ônibus com recursos próprios no valor de R$ 350.000,00 (trezentos e cinqüenta mil reais), terminou a creche de R$ 700.000,00 (setecentos mil reais) e adquiriu colchões e travesseiros para beneficiar as crianças. A mesma estava dada como terminada lá em Brasília/DF, não sabe o que houve certamente, pois não tinha acesso à documentação, só sabe que a fachada da creche estava toda azulejada e bonita, mas quando veio o Prefeito “Dudu”. Cadê a creche, não está pronta. Construiu também o prédio do CRAS, e o posto do assentamento mesmo com dificuldades para terminá-lo, porém, o “Dudu” sendo eleito novamente, verá se conseguiremos terminar, frisou. Lembrando, ainda, foram adquiridos 10 veículos através da Receita Federal, máquina tipo patrola para a manutenção das estradas rurais, reforma da cozinha da Escola Vergani, projeto do CRAS onde várias pessoas fazem parte, e, por fim, a merenda escolar do município. Pois já deu aulas em vários municípios, e merenda boa como esta nunca encontrou. Em relação à distribuição de verduras, a mesma tem de ser feita com igualdade para a população, mas infelizmente tem tido diferença devido divergências política, então, se foi necessário a presença de alguém no local, foi para colocar ordem, porque não estavam entregando corretamente. Sobre a Santa Casa, foi feito um contrato emergencial para o retorno de atendimento aos pacientes para Presidente Venceslau, porque a Santa Casa de Santo Anastácio vem passando por um período de dificuldades. Em seguida, o Prefeito “Dudu” para conseguir a aquisição do terreno para as casas populares, teve que pagar antes, uma divida da gestão anterior em média de 120.000,00 (cento e vinte mil reais) referente o Conjunto Habitacional Américo Jacomelli. Também, foi feito um recapeamento de qualidade em nosso município para beneficiar a população, pois, antes, os recapeamentos feitos pareciam uma “casca de ovo”, afirmou. Depois, não acredita que o Sr. Prefeito tenha falado que não terá salário no mês que vem, falavam-se sim em atraso, porém o pagamento já foi efetuado, agora, espera que o vale alimentação seja pago também. Após, explicou que a administração do “Dudu” tem sido de muita dificuldade, pois aquelas pessoas que o mesmo deixou em seus cargos de confiança, não eram realmente de sua confiança, mas mesmo assim quis insistir. Como vereadora, se preocupa em solucionar as pendências da administração, visto que o povo é quem sofre, e também não está fazendo campanha suja. Continuando, mencionou, se o “Dudu” tivesse um posto de gasolina e dele não tivesse se afastado, seu recurso já estaria lá em Brasilia/DF. Agora, indagou o “Zé” não é o todo inteligente, porque não se afastou. Portanto, terá recurso sim, mas existem provas das quais até o Sub. Ten. Edson foi testemunha, e o mesmo não mente, é de uma integridade indiscutível. E espera que saia logo o resultado, porque até o momento o único candidato apto é o “Dudu”.  Em relação a sua candidatura, disse que até o momento estava indeferida, mas graças a Deus continua fazendo sua campanha. Todo caso é preocupante, ainda existem dois candidatos da situação que até agora continuam indeferidos, e a justiça é muito complicada. Estamos torcendo para que dê certo para eles? Sim! Estamos torcendo para que dê certo para o Zé Adivaldo? Não! Mencionou a vereadora que, logo após explicou. Se ele ficar impugnado, melhor ainda, se vai perder no tapetão, é problema dele. Pois se dependesse do seu voto e da sua família, não ganharia. Ele é muito vingativo, e enquanto prefeito deste município administrou a prefeitura como se fosse dele. Ainda procurou pelo Felipe para que o apoiasse, mas antes falava que o Felipe era um candidato que morava fora. Portanto, Felipe não vai apoiar “Zé Adivaldo” nunca, mencionou a vereadora. Por fim, se depender do seu voto é fora “Zé”, e chega de perseguição, o povo é quem decidirá no dia 02 de outubro. Após fez uso da palavra o vereador Ademir Raysaro, cumprimentou os presentes e iniciou dizendo, nós candidatos somos lideranças, temos que transmitir a todos uma campanha eleitoral limpa, não devemos ser coniventes para que haja brigas e sim que cada pessoa exponha sua democracia. Em resposta à vereadora Joelma dos Santos, o candidato José Adivaldo Moreno Giacomelli está apto sim, se ligarem no Cartório Eleitoral verão que o mesmo está apto com recurso, portanto, poderá ser votado e sua foto na urna eletrônica aparecerá sem dúvidas alguma. Depois, esclareceu, não estamos querendo brigas entre a população e sim que vença o melhor. Em relação a um áudio que dizia que o “Zé Adivaldo” estava indeferido e não poderia ser votado nas urnas, explicou que o mesmo pode sim, pois não tem nada que o impede antes de ser julgado. Ainda, pediu para que todos tenham paciência e principalmente saibam escolher, mas, se acharem que está bom, então continue com o “Dudu” senão tem outro candidato disponível para ser votado, enfatizou. O nobre vereador Gilberto Marcelino Bonini solicitou aparte ao vereador Ademir Raysaro, que logo após foi cedida, um vereador ao fazer uso da palavra tem de discutir projetos e não problemas pessoais, pois o povo já sabe em quem votar, porém, devem escolher certo. Por fim, em resposta à vereadora Joelma dos Santos, se não fosse também candidato a vereador, a mesma seria uma candidata que jamais teria o seu voto. Após fez uso da palavra o vereador Manoel José Costa, cumprimentou os presentes e iniciou dizendo, fico muito feliz pela presença da população neste plenário, que todos permaneçam vindo em todas as sessões para verificarem o que tem disponível para votação, analisar quais são os vereadores que trabalham em prol do funcionalismo e da população piquerobiense, que isto não se repita somente em período eleitoral, pois é de grande valia a presença de todos os munícipes, porém, só vemos esta Câmara lotada quando as pessoas tem interesse em alguma coisa. Porque não fazem presença constantemente, indagou o vereador. Assim, evitarão polêmicas como esta havendo hoje. Ainda, mencionou, sou vereador desde 1997, e nunca havia presenciado antes dentro desta Casa de Leis este tumulto todo. Em seguida, comentou, se tem problema hoje de pagamento, em meu mandato no ano de 1997 junto com o Sindicato dos Trabalhares, fizemos manifestação nas ruas em prol do funcionalismo público municipal para que recebessem. Depois, indagou, então porque somente agora estão brigando que o “Dudu” não está pagando em dia. Isso é uma injustiça, frisou. Ainda, os candidatos que forem eleitos, serão os representantes do povo, e a partir do momento em que o cidadão depositar o seu voto em um representante, ele terá todo o direito de cobrar e procurá-lo caso a saúde e a administração não estiver correta, para não deixar que “picuinhas” aconteçam. Por fim, comentou, estamos às vésperas da política e não tem necessidade deste tumulto todo. Após a vereadora Joelma dos Santos solicitou aparte ao vereador Manoel José Costa, que logo após foi cedida, em resposta ao vereador Gilberto Marcelino Bonini, não pensa da mesma forma em relação a ele, o considera como vereador e um bom representante desta Casa de Leis, porém, já tem ciência que jamais terá o seu voto, pois o mesmo não gosta de ouvir suas as verdades, mas mesmo assim o admira como vereador e, não tem nada a falar mal. Por fim, esclareceu que o “Zé Adivaldo” pode continuar com sua campanha, até a eleição se não sair seu julgamento, poderá sim ser votado, mas, caso saia, e realmente for condenado, “tudo por água abaixo”, destacou a vereadora. Retornando o vereador Manoel José Costa, como vereadores eleitos, serão responsáveis por administrar nossa cidade e todos os problemas do município, disse. Depois, o que o Prefeito fez de bom ninguém lembra, mas, somente agora começarão aparecer coisas ruins devido à política, pois criticar é fácil, o “duro” é fazer, destacou. Finalizando, indagou, “Acorda gente pra vida. Vocês não vão querer sofrer mais não, né”.Após fez uso da palavra o vereador Higor Gonçalves Ferreira, cumprimentou os presentes e iniciou dizendo, somos autoridades de um município, por isso, devemos dar exemplo propagando harmonia. Pois não fomos eleitos com o intuito de ficarmos criando intrigas, até porque todos nós moramos na mesma cidade, e mesmo com tantas divergências, devemos procurar unir-se para o bem da população. Após, disse, na sessão passada o vereador Jocimar Gicacomeli falou que “para derrubar o candidato Zé Adivaldo teria de ser no tapetão”. Mas, houve uma denuncia, pois na primeira instância já foi julgado e indeferido, porém cabem mais duas instâncias para que o mesmo prove a justiça caso tenha alguma irregularidade ou não, explicou. Ainda, falou que a oposição do candidato “Zé Adivaldo” não será responsável caso venha ser condenado, porque ele é quem não teve cuidado. Depois, falou que foi convidado pelo candidato “Zé Adivaldo” para que o apoiasse inclusive para ser vice, também o ofereceu emprego na prefeitura caso não se reelegesse, porém, resolveu apoiar o Prefeito “Dudu” em beneficio da população, pois se pensasse somente em si, as propostas que lhe foram feitas eram ótimas e poderia muito bem ter aceitado. Por isso, depositou sua confiança e apoio no “Dudu”, pois ele sendo eleito novamente, irá o cobrá-lo que trate todos com igualdade, esclareceu. O vereador Jocimar Giacomeli, solicitou aparte ao Senhor Presidente, que logo mais foi cedida, em resposta ao vereador Higor Gonçalves Ferreira, quando mencionou que eleição se ganha na urna. É na urna. Pois momento algum criticou alguns candidatos indeferidos, ao contrário da oposição que comemorou. Depois, falou para que o mesmo fique tranqüilo, pois é problema nosso, frisou. Por fim, fez questão de mencionar, é na urna mesmo que vamos ganhar, pois o “Zé Adivaldo” fará um trabalho social como sempre fez, inclusive durante seus oito anos de mandato distribuía 150 (cento e cinqüenta) cestas básicas mensalmente, além de outros benefícios familiares, considerando também, pois nunca faltaram remédios, e hoje há falta de medicamentos. Finalizando este expediente fez uso da palavra o Senhor Presidente, cumprimentou os presentes e iniciou dizendo, tudo isso repercute no domingo dia 02 de outubro, depois a vida continuará. Em seguida, ouviu muito em relação ao salário, porém participou de uma administração a qual o salário também teve atraso, depois de outra administração cuja era Presidente do Legislativo e ficaram desprovidos até do duodécimo, mas não culpa o Prefeito à época, pois houve atraso devido à queda de arrecadação em sua administração, explicou. Então, vamos nos acalmar, pois precisamos acalmar uns aos outros para que não haja coisas piores, mágoas e dores acontecem normalmente e gostaria que isso não existisse, frisou. Ainda, respeita todos os vereadores, pois esta Casa é livre para quem queira fazer uso dela e falar o que quiser, porém, depois terá que responder pelo o que foi dito, por fim, agradeceu a presença de todos e declarou encerrada a sessão e para constar, eu, Anelise Portel Soares, Assessora Parlamentar, lavrei a presente ATA, que depois de lida e aprovada será assinada.

                               

                                       

 

______________________________________
Presidente

_______________________________________
1º Secretário

_______________________________________
2° Secretário

   

Atendimento e Serviço de Informação ao Cidadão (SIC), na Secretária da Câmara Municipal
das 08:30 hrs às 12:00 hrs e das 13:30 hrs às 17:00 hrs
Telefone (18) 3276-1057 - Email campiquerobi@commtat.com.br // contablidade@cmpiquerobi.sp.gov.br
Endereço Rua José Bonifácio nº 060 - Centro CEP: 19410-000

Copyright © 2005-2008 - Câmara Municipal de Piquerobi. Todos os direitos reservados.
Este site é melhor visualizado com resolução de 1024x768.